Tinnitus

Tinnitus

quinta-feira, 26 de maio de 2022

RELAÇÃO DO ZUMBIDO COM AS DORES CERVICAIS E LOMBARES

,Em um estudo realizado na Holanda, por Henk M Koning e Bas C. ter Meulen foi encontrada relação direta entre as dores cervicais e lombares e a forma de desenvolvimento do zumbido. O foco desta pesquisa foi indicar a consequência da gravidade da cervicalgia e dor na região lombar e/ou membros inferiores em pacientes com zumbido. Foram analisados 61 pacientes com zumbido como queixa principal durante um período de três meses. Resultados: Neste estudo, encontramos dois grupos de pacientes com zumbido definidos pela existência de instabilidade postural. Pacientes com zumbido e instabilidade postural foram caracterizados por predomínio do sexo feminino, perda auditiva autopercebida, maior intensidade do zumbido, dor cervical e dor na região lombar e/ou nos membros inferiores e com déficit auditivo de 250 Hz a 4 kHz. Conclusões: Em pacientes com zumbido deve-se estar ciente de que a perda auditiva pode ser consequência de dor cervical de alta intensidade. A estimulação das vias de entrada proprioceptiva devido à dor cervical pode resultar em maior intensidade de zumbido e perda auditiva na faixa de 250 Hz a 4 kHz.